Qual é o coletivo de pensamentos?

“Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és.
Saiba eu com que te ocupas e saberei também no que te poderás tornar”

– Johann Wolfgang von Goethe

Egrégora. Do grego “egregoroi”, do latim “gregariu”, do celta “egregor”, do francês “égrégor”, do alemão “eggregore”, do finlandês “egregoi”…
O senhor está acompanhando, seu zero-cinco?

Comecei este texto com uma brincadeira com o filme “Tropa de Elite” porque ele exemplifica bem o que é uma egrégora. Tanto o treinamento realizado pelos soldados do verdadeiro Bope quanto a capacidade que o filme teve de mexer com o inconsciente coletivo aqui no Brasil.
Mas… o que é uma Egrégora?

Continue lendo sobre Qual é o Coletivo de Pensamentos?

21 Respostas

  1. e eu justamente estou precisando tirar boas notas na escola.
    cada vez mais eu me divirto com as “coincidências” da vida.
    agora com licença, que eu vou estudar hehehe =)

  2. Interessante .. minha professora da sétima série fez uma egrégora com a gente então, estou com 23 anos agora, fazem 9 anos que isso aconteceu, mas lembro mais ou menos o que ela pediu pra fazermos. Antes de começar a aula ela pediu pra classe toda fechar os olhos e imaginar um campo todo verde, a gente passeando por esse campo, depois passava por flores e as cheirava (teve gente que conseguiu sentir o cheiro), respiramos fundo algumas vezes e depois abrimos os olhos.
    Muita gente deu risada, claro, mas como sou espírita desde pequeno sabia que isso não era brincadeira e que nos ajudava mesmo no desempenho das atividades. Estou certo Marcelo?
    Abraço! Admiro vc.

  3. Oi Mdd!
    Eu estava lendo o Livro “Iniciação ao hermetismo” de Franz Bardon. Ele também trabalha com esses conceitos (obviamente) mas algumas nomenclaturas não são iguais.
    Ele descreve no livro apenas 3 planos (material, atral e mental) e explica que em cada um deles pode haver uma criação de acordo com a vontade humana.
    A minha duvida está na nomenclatura dessas criações:
    No plano astral ele informa que basicamente existem três tipos de seres: Os elementais, as larvas e os mortos (Desencarnados).
    No plano mental ele fala de outras três criações: As formas-pensamento, os desencarnados que ja desfizeram-se do corpo astral e os ELEMENTARES.

    Nas próprias palavras do autor sobre os ELEMENTARES:
    “Além disso a esfera mental é também a esfera dos elementares, que são seres criados consciente ou inconscientemente pelos homens, em função de um pensamento intenso a constantemente repetido. O ser elementar ainda não é suficientemente denso a ponto de poder construir ou assumir um invólucro astral. Sua atuação portanto limita-se à esfera espiritual.
    A diferença entre uma forma pensamento a um elementar é que a forma pensamento possui uma ou várias idéias como origem, enquanto que o elementar é constituído de uma certa porção de consciência a portanto de um impulso de auto-preservação. Mas no restante ele não se diferencia muito dos outros seres vivos mentais a pode até ter o mesmo formato da forma pensamento. O iniciado utiliza-se desses seres elementares de várias maneiras.”

    Tem como vc explicar melhor sobre esses seres ‘Elementares”?

    previamente grato!

  4. Palmas.
    Quando eu li a frase “mas você precisa dizer estas frases… não vale só pensar… o VERBO é necessário para trazer estas chaves da nossa pequena egrégora do plano metal para o físico” na hora lembrei das vezes em q estava na igreja, das passagens na Biblia sobre a Palavra de Deus… o Verbo… lembrei também da historia do Sopro Divino, o Alento da Vida… a criacao das coisas pela Palavra.
    Realmente, a palavra tem poder, quando dita com clareza de pensamento, clareza de intenção e força de vontade grandes.
    Minha alma anseia por fazer parte das Egrégoras antigas das Ordens Iniciaticas que vc cita, Marcelo… mas ainda não consigo viver sozinho, sem alguem comigo, sem a minha companheira. Digo isso pq foi o q vc disse em outro post seu… q para fazer parte dessas Egrégoras é necessario renunciar à união, aos relacionamentos amorosos… e sinceramente, isso é algo que não estou preparado para abandonar.
    Abraço !

  5. Verdade sr. Del Debbio, eu “bato cartão”. É uma sensação única de começar e terminar o dia de trabalho ou a hora de almoço. Por exemplo, aos sábados que eu ia trabalhar e não batia cartão era como se eu tivesse esperando algo acontecer pra começar, ficava vago. Eu presto atenção nas pessoas, aflitas para bater o cartão, preocupadas com o ponto diário, aquilo é um ritual que nos encaminha pra dentro ou fora do ambiente de trabalho. Ainda não tinha pensado dessa forma. Obrigado.

  6. Tio DD tenho uma dúvida a respeito de um acontecimento que me ocorreu ano passado no dia 20 de outubro.
    Estava eu meditando no pátio de minha casa e tava tendo um samádhi quando vejo uma coisa parecida com uma pipa mas de um dourado brilhante que emanava luz.
    Exatamente um ano depois ,depois de muito sofrimento, no meio de uma meditação(de novo) começo a ver muitos pontos brilhantes caindo do teto de minha sala.
    A minha pergunta é:Eu fui iniciado em alguma coisa?
    A resposta que obtive em meio às minhas pesquisas foi que aquela pipa de luz era o espírito santo.Será que isso não é um caso de batismo no espírito santo e fogo (sofrimento) que João Batista disse que Jesus faria?
    Se fui iniciado em uma egrégora que egrégora é essa?

    @MDD – não… não foi iniciado em nada. Felizmente, uma iniciação é algo bem mais complexo e intenso do que isso, que envolve algumas coisas que comentarei em um post que estou escrevendo.

  7. O comentário do Luis fez-me lembrar de uma professora de inglês, que tive há uns 4 anos. Ela mandava-nos fechar os olhos e imaginar objectos nas mãos. Às vezes pedia para fazermos uma bola de problemas e tinhamos que esmaga-la ‘fisicamente’.
    Wow, agora somando os factos… ela era um bocado diferente.
    lol da última vez que me viu, disse-me para não desistir dos meus sonhos, que eu tinha bons ideais e um bom sentido crítico. Até parecia a oráculo a falar com o Neo😄

    Mais uma bela matéria, DD.

    (Nós, todos os que seguimos as suas colunas, também formamos uma egrégora, por assim dizer?)

  8. Tio me diz onde posso saber mais sobre o que eu estou passando porque sinto que depois de um ano depois desta experiência eu mudei muito mas muito mesmo!

  9. […] Egrégora, o Coletivo de Pensamentos – Arcano 5 – Hierofante – Vav – Bruxaria, Paganismo e Magia Sexual – Hieros Gamos e Magia Sexual – […]

  10. Estava em casa me preparando pra sair, pois iria visitar um amigo que morava próximo ao colégio onde eu estudei, que fica quase no centro de Porto Alegre. Quando toca o telefone, atendi e um cara perguntou se eu estava em casa, disse que sim, que estava falando comigo. Então ele disse:
    – Tu conhece a fulana?
    Disse que sim, era a mãe de uma amiga minha que não via há um ano.
    – Então me diz. Tu ta transando com ela? Tu comeu ela? Sai de perto dela! Vou te pegar cara!
    Eu me assustei, disse que não via ela nem a filha há um ano. Mas o cara desligou. Eu fiquei preocupado, pensei em ligar pra elas, mas pensei também que o cara podia estar lá, se ele atendesse podia ser pior. Fiquei bem perdido, sem saber o que fazer. Estava saindo de casa com a cabeça a mil, quando minha mãe me diz que ela poderia dar carona de carro até a avenida cavalhada, pois estava saindo também. Explicando, onde eu moro só passa um ônibus que vai para a rua que eu queria, na avenida há uma infinidade de ônibus até lá.
    Aceitei, não falei nada com ela, me deixou lá e fiquei esperando algum ônibus. A parada que eu ia descer era a mesma do meu colégio, ou seja, fiquei 5 anos pegando ônibus para lá, sabia quais que levavam até lá. Veio o COHAB e pensei: “Esse passa lá”. Me veio na cabeça até a imagem de eu esperando o ônibus na parada que eu estava indo e o COHAB passando. Entrei nele me sentei, mas depois de ter pagado e sentado eu lembrei que ele não vai pra rua que eu estava querendo, vai até o centro por outro caminho. Pensei: “Bom, já era, vou até o centro e lá eu pego outro ônibus para a rua que eu quero”. Segui a viagem não me preocupando com isso, estava pensando no cara que me ligou, se eu ligava pra minha amiga pra saber o que aconteceu, se procurava um amigo mais próximo dela pra ver o que estava acontecendo. Foi quando o ônibus parou e quase dei um pulo no banco, ME SOBE A MINHA AMIGA NO ÔNIBUS, que eu não via desde o fim do colégio. Aí não teve jeito, contei a situação pra ela, e ela me disse: “Bah, ele te ligou então, nem te preocupa, é o ex da minha mãe, ele é meio louco, roubou a agenda lá de casa e ligou pra todo mundo dela, nem te preocupa.”
    Nem preciso dizer que tirou um peso das minhas costas, desde a ligação eu fiquei numa paranóia, tinha sido acusado e ameaçado por algo que não tinha feito.
    Sabendo que a situação não era comigo fiquei mais aliviado.
    Tudo bem, foi a história, mas ela me deixou bem pensativo, eu acredito que coincidências acontecem, mas isso:
    – Ligarem me ameaçando.
    – Quando fui sair de casa ter a carona.
    – Pegar um ônibus errado para um lugar que eu fiquei 5 anos da minha vida indo para lá.
    – Subir minha amiga, que não via há um ano, no ônibus que peguei errado.
    Tudo começou e foi resolvido entre uma e duas horas. E a probabilidade de tudo isso acontecer, coincidências somadas a erros muito improváveis de acontecer e tudo tão rápido, achei muito estranho e gostaria de saber se alguém tem alguma explicação para isso.

  11. Que tal escrever sobre o tal ano de “2012″? Seria uma boa idéia?

  12. dois artigos da Folha Espírita muito interessantes

    http://www.folhaespirita.com.br/show.php?not=662
    (Garoto russo lembra de reencarnações em Marte)

    http://www.folhaespirita.com.br/show.php?not=691
    (Maias previram, para 2012, fim de ciclo na Terra)

    o primeiro fala de um garoto q comenta de diversas coisas, até de Lemúria.

    o segundo fala das profecias maias para o ano de 2012 e tem ainda uma entrevista muito esclarecedora com Fernando Malkun.

  13. Del Debbio, sei que vc disse que frequenta tembém o candomblé, me diz uma coisa. O que você acha das amarrações? Na sua visão, como essas coisas funcionam? Obrigado

  14. E ai DD como vai?
    Nossa eu esava revisando os seus posts e vi uma
    pergunta sobre o bolero de ravel. Depois resolvi
    fazer um teste: liguei a música, me deitei e
    concentrei apenas no som, poxa senti uma grande
    atividade nos chakras principalmente no
    Muladhara e Anahata(acho que sao esses mesmo).
    Depois de um tempo de música eu me senti como se
    estivesse afundando(entrando em alfa né?). Só
    queria compartilhar essa experiencia mesmo, e
    estou a espera de um post sobre como a música
    nos afeta…
    Abração, e desejo muita sorte com a coluna, que
    ela cresça mais ainda…

  15. tem um smile camuflado no template do seu blog! =D

    (mais alguém já percebeu isso?)

  16. Marcelo, vc comentou sobre curas atraves das mãos em posts anteriores, em um evento da biblia em que ele está no meio de uma multidão que diz que Jesus sente
    poder saindo dele qual seria a relação ? o ato de cura pelo que vc diz é um ato cociente e com controle e precisaria supostamente de muita concentração como pode ter isso acontecido ?
    obrigado pela atenção

  17. Marcelo, não sei se você ja assistiu o seriado “Lost”, mas essa questão de egrégoras estaria relacionada com a ilha e tudo mais? E que outros aspectos ocultistas são possíveis evidenciar na série (se que existem)?

  18. Eu já havia percebido esse smile tb Gus7avo

  19. Olá Marcelo.

    Sempre que eu entro em contato com algum tipo de egrégora com a qual não tenho afinidade acabo tendo algum tipo de experiencia Astral desagradável. (ex. sou praticante do culto A e vou fazer uma visitinha no culto B). É como se a egrégora “A” estivesse tentando me impedir de entrar em contato com a egrégora “B”.

    Isto acontece mesmo ou é coisa da minha cabeça? Tem alguma dica?

    Tnks!

  20. Acho que perdi essa parte de viver sozinho que foi comentado acima, quando foi falado isso, qual texto.

    parabens pelo texto

    sucesso!!!

  21. Olá. A mistura de sistemas diferentes, como por exemplo circulos magicos e ainda a pessoa ser praticante de yoga, como dizia Dion Fortune, não prejudicam o buscador pelo fato de acumular muita energia em seu interior?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: