A Maconha e as Otoridades

Poucos assuntos dão margem a tanta mentira, tanta deturpação, tanta desinformação. Afinal, quais os verdadeiros motivos por trás da proibição da maconha? A droga faz mal ou não?

Por que a maconha é proibida? Porque faz mal à saúde, dizem as otoridades. Será mesmo?

Clique aqui para continuar lendo A Maconha e as Otoridades.

51 Respostas

  1. A propósito…a Revista Superinteressante está disponibilizando online seu acervo de cerca de 20 anos…o endereço é:_http://super.abril.com.br/super2/superarquivo/index_superarquivo.shtml

    []’s

  2. Ei tio e as suas considerações =D????

  3. Tem um livrinho que a Folha lançou que também fala sobre isso!

  4. Gostaria de lembrar a parte mais “espiritual”.

    Cannabis deixa uma miasma no duplo etérico, não ? É uma “densidade” a mais. Não sei explicar, creio que você sabe explicar melhor.

  5. Salve DD,

    As plantas evoluem como os animais, provavelmente o desenvolvimento de THC, decorreu de uma evolução da planta para combater os seus predadores. Os predadores da maconha, eram presas fáceis para outros predadores, e assim a planta se desenvolvia facilmente.

    Seguindo as suas colunas anteriores no Sedentário, a pessoa que usa maconha, tem um “ vampiro” que se alimenta dela também ?

    @MDD – o problema não está no que alguém usa, mas COMO, ONDE, COM QUEM e COM QUE FINALIDADE. Se a pessoa consome drogas químicas em uma rave, pode ter certeza absoluta que está sendo vampirizado, algo bem diferente de, por exemplo, consumir ayuaska em um ritual cerimonial indígena.

  6. Hmm interessante, tio posta 2 dias depois da Veja publicar uma matéria criticando a proibição do tabaco na Holanda, mas a vista grossa perante a maconha. E hoje a noite vai passar um caso de um moleque ‘viciado’ em maconha como o ‘fantástico’ propagou no reclame. ¬¬ interessante, sincronismo? conspiração ein tio! hehe

  7. Marcelo, belo texto para entrar em uma questão que está em minha cabeça desde as primeiras colunas do sedentário. Alguns autores, como a Mircea Eliade de Xamanismo e Técnica de Êxtase Arcaica, consideram que o início de uso de substâncias psicoativas ou psicotrópicas já são um sinal de decadência dos antigos. Eu gostaria de saber o que você acha a respeito, pois minha impressão é a de que isso tende a piorar com o tempo.

    Grande abraço

  8. ja dizia Paulo Francis:

  9. nunca imaginei que uma pessoa como voce poderia defender de forma indireta um entorpecente que tantos males causa á saude e a sociedade. Realmente estou decepcionado e infelizmente voce é uma pessoa que esta influenciando muita gente no momento e esse artigo realmente não veio nada a calhar. É uma pena. Estou desapontado com sua pessoa.

    @MDD – não foi “defendido” o uso ou o não-uso. Isso fica a cargo do livre-arbítrio de cada um usar ou não usar… Foi comentado apenas sobre as REAIS razões da proibição da maconha; bem diferentes dos discursos hipócritas, manipuladores e mentirosos de políticos e otoridades religiosas em relação ao assunto. E o texto vale APENAS para a maconha, não para “drogas” em geral… não sejamos ignorantes como os que criticam as drogas sem ter o mínimo de conhecimento real sobre o que está acontecendo e os por quês de cada decisão… cada caso é um caso.

  10. Nossa cara, vi agora a resposta do meu comentario sobre como liberar os comments pra todo mundo… vejo que já conseguiu… deixa eu ler os outros textos que eu laaaaa atrás…

    Abraços!

    A sim, deixe um link com o arquivo .pdf dos textos do Sedentario na sidebar do Blog =))) Ajudaria bem!

  11. Douglas Samuel: É bom lembrar, antes de mais nada, que o texto é da Superinteressante. E outra, independentemente da visão de A e de B sobre o assunto, a maconha continua sendo ilegal no Brasil, então…

    MDD: Li no Morte Súbita um artigo com exercícios ensinando a atingir efeitos similares ao de algumas drogas, porém sem o uso das mesmas. Você vê algum risco nesses métodos? Segue o link:

    http://www.mortesubita.org/jack/magiadocaos/textos-caoticos/estados-alterados-de-consciencia-sem-drogas/view

  12. Interessante mais realmente ao leitor parece uma defesa de ponto de vista sobre o assunto MACONHA! ao meu ver não é uma defesa da sua parte mais o texto conduz a isso.
    Pois bem… pergunta:O fato de os EUA ser um país que foi fundando ( em maioria ) por INICIADOS e que tinham um conhecimento considerável na época e que com certeza foi passado de governo a governo,e por isso sabiam dos recursos naturais de plantas e ervas COMO A MACONHA por que aidna assim o GRUPO se absteve para defender o fato ou é uma politica interna das ORDEMS deter o conhecimento só a seus mebros??????
    E mais uma!!!! O presidente J.K dos ( EUA ) sabia desses beneficios da maconha?por isso pediu uma reanalise ?? e ele e´ra um INICIADO???

    Ótimo texto parabéms!!!
    Muita Luz a todos
    R.S.S.

  13. Acho que nem todos os presidentes eram Iniciados. Mas, afinal de contas, nada impediria um Iniciado de proibir os meios de “acessar o Divino”, se seu objetivo fosse manter o poder pessoal.

  14. O cigarro de tabaco não causa câncer por causa dos aditivos para fazer fumaça, os mesmos aditivos que estão colocando em incensos?

    @MDD – os iniciados preparam seus próprios incensos, com ervas e carvão. Aquelas “varetas perfumadas” não são consideradas “incenso”.

    Obrigado

  15. A maconha é proibida para aumentar a mentira de que eles trabalhem. com a legalização da droga, eles não podem inventar essa desculpa de “estamos apreendendo…” e etc e tal. Uma hipocrisia!

  16. Olá DD…
    O que houve que não recebo mais mais respostas das colunas e nem dos e-mail???
    está ocupado ou estou perguntando demais!!he he he he!!
    Responde ai!!DD, eu realmente só questiono quando algo não fico completamente claro ao meu entender.
    Valeu!!!Abraços
    M.L.

  17. Se a maconho tivesse um controle de produção e distribuição como o cigarro acredito que seria menos prejudicial à saúde!

  18. Por exemplo eu uso 3 vezes por semana de noite no meu canto de meditação e me ajuda muito principalmente para conseguir me voltar para dentro…
    ate mais
    Parabens de novo
    DD

  19. O fato está sempre relacionado a divisão do mundo em dois blocos econômicos. Os países de cima e os de baixo. Os países de cima produzem tabaco e álcool, os de baixo maconha, haxixe entre outras substâncias de cunho até mesmo religioso. O fato da descriminilização deve ser levado em conta que o usuário não necessitaria mais entrar em contato com o traficante, ou seja, ele não “financiaria” mais o crime organizado como a sociedade mesmo aponta. A porcentagem do financiamento de um usuário de maconha para o tráfica é pouco significativa se for levado em conta os interesses políticos e a “grana” q rola por tráz de tudo isso. Não ganha apenas o traficante, mas o policial nas “mordidas”, o político nos “arregos” concedidos aos bandidos fora outros meios que desconhecemos. O mundo está sobre um jogo de interesses…e na minha opnião ficar perdendo tempo em criminalizar a maconha e tratar usuário como bandido está totalmente ultrapassado aos pensamentos comtemporâneos. Um usuário de maconha não tem pré-disposição a cometer um crime de risco a sociedade…até porque ele está sob o efeito do thc, que poucos sabem realmente qual é o efeito. Ele não traz ânimo para esforços exageradamentes físicos e produção de adrenalina como as “outras drogas” produzem. Até porque a maconha não exige um gasto exorbitante de dinheiro como por exemplo as “balinhas de raves”.
    O melhor modo de legalização seria liberar ao usuário sua micro plantação de maconha (vasos, quintal, etc), ou seja, se quer fumar tem mesmo é que conhecer todo o processo da cannabis. Isso não justifica a liberação do usuário andar com quilos e quilos do produto. Não seria liberado o tráfico, mas sim a plantação para consumo próprio e até locais apropriados para o consumo, o que reduziria a busca obscura da erva. As leis de dirigir sob efeitos psicoativos já existem e isso não libera o usuário de fumar um baseado e dirigir um carro. Não alteraria nada muito significante na sociedade, apenas quem fuma poderia em fim ter sua paz.

    Qualquer meio que te leve a pensar, refletir e questionar sobre si mesmo e sobre a sociedade em que está inserido, tem, aos olhos de quem detém o poder, um certo preconceito. A democracia trouxe a liberdade dos tolos. Vivemos em um sistema feudal implícito e você faz parte disso sem saber e sem querer saber.

  20. o dd muito boa sua idea de postar esse topico sobre a maconha um assunto que é tão polemico e interessante, esse post mostra algumas verdades e acaba ferindo o ego de algumas pessoas, mas nao se sinta desencorajado com as criticas.
    Gostaria de saber se você tem ou pode passar alguma informação do uso de plantas enteogenas no ocultismo , nao pode ser possivel que plantas e fungos tão poderosos nao sejam conhecidos nesse contexto.

  21. bom texto, mas só queria trocar idéia com você a respeito disso.
    místicos ocidentais: 100% condenam o uso.
    místicos orientais: 100% condenam o uso.
    não quero dizer que fulano está certo ou beltrano errado, só vim aqui discutir pacificamente, pois quando eu uso o termo drogas em qualquer lugar onde se discuta espiritualidade, todo mundo, TODO MUNDO, me recebe com pedras, paus, rifles, espingardas, etc.
    sou ex-usuário pq a maconha muitas vezes não me ajudava na meditação, se tivesse fumado há pouco tempo era melhor abandonar e ir domir viajando.
    misticos ocidentais = gnosticos de todas as formas e cores.
    místicos orientais = shaivitas, que creem como shiva sendo a encarnação de deus criador, yogis ou qualquer pensador de uma das 6 escolas ortodoxas da filosofia hindu.
    então, até hoje, eu nunca consegui conversar abertamente sobre isso, pois todo mundo já começava me dando porrada e dizendo que fazia mau, que denegria os corpos internos, etc…
    sua opinião particular por favor.

    aprioveitando, gurizada, vejam isso, vale a pena cada segundo das 3 horas de vídeo:
    http://video.google.com/videoplay?docid=-8689261981090121097&q=ian+xel+lungold+north
    http://video.google.com/videoplay?docid=-567329528148516232&q=ian+xel+lungold+north
    gostaria de seu comentário sobre os vídeos, vale muito a pena ver.

  22. por mais que eu sempre passe artigos como esse pra minha mae ler
    ela ainda nao está mto convencida sobre a verdade da maconha
    e depois da reportagem do fantastico, ficou mais dificil ainda pra ela aceitar
    que eu nao vou ficar louco igual aquele playboyzinho.

    ví um comentário alí em cima em que o cara fala que o texto leva para a defesa da MACONHA, sei que não é verdade, pois hoje, da maneira que as pessoas pensam, qualquer coisa que fale a verdade está defendendo, aquilo ou aquela pessoa, ou seja, muitos não aceitam a verdade pq acham que a verdade defende o que está em assunto

  23. Se fosse legalizado, beleza.
    Se fosse pra plantar em casa, beleza.

    Agora, dar dinheiro pra traficante, financiar, de certa forma, crimes e essas barbaridades que tem por aí… isso não!!!
    E isso poucos maconheiros levam em conta, infelizmente…

  24. ex-loko:

    não terminei de ver os vídeos ainda mas realmente muito interessante. =D
    vlw pela dica!

    abraços

  25. Isso tem naquele livrinho né?

    É muito bom.

    Tem um sobre drogas em geral, que me furtaram, por sinal.

  26. Que texto do caralho. Muito grato por disponibiliza-lo para a internet.

  27. ainda sobre o vídeo do ex-loko:

    PS: o finalzinho meio que…sei lá, achei que ele viajou na maionese….

    anyway, o começo ainda é interessante. =P

  28. tio marcelo,
    assim como todos os leitores da sua coluna, gostaria de saber SUA opinião sobre o assunto.
    julgo a maconha me dá um contato intimo com o divino e por essa perspectiva vejo apenas identificação religiosa com a filosofia rastafari.
    mas gostaria d saber sobre outros aspectos espirituais do uso, como a ritualistica, o efeito, e sobre os espiritos ‘vampiricos’ que rondam uma roda.

  29. Acho que aquela reportagem sobre aquele adolescente europeu que fumava maconha o dia inteiro que passou no Fantástico não passa de uma máscara. Seria muito fácil convencer um muleque com problemas a fumar maconha 24 horas por dia e deixar ser filmado, nada que um pouco de grana não resolva. E lógico, quem produziu com certeza ganhou dinheiro, pois pelo que eu entendi isso tá sendo exibido no mundo todo.

  30. realmente, tem horas que o cara do vídeo meio que dá uma viajada.
    não se atenha a datas e acontecimentos, se atenha aos ensinamentos e ao objetivo do video: calendários e consciência.
    ninguém tem 100% da verdade, todo mundo erra, nem o marcelo nem ninguém é perfeito e vai falar 100% da verdade, porque… bem, vocês cedo ou tarde entenderão.

  31. Parabens pelo Blog e pelo texto postado, quem tem olhos ve a verdade!

    Abraço e continue o ótimo trabalho

  32. Eh a Super Interessante jah foi boa! Pena q agora tah bem fraquinha dah nem mais graça de ler as matérias…aparece cada coisa idiota.(Parei de assinar :X)

    …Sobre o texto: interessante, eu era um daqueles q axava q maconha fritava neurônio mas a minha mente tah mais clara agora.
    Claro como todas as outras coisas…tudo tem limite.(ou quase tudo)

  33. Eu não sei.
    Pelos Xamãs, a maconha é vista como planta medicinal e utilizada da forma errada, que é a fumada. Do mesmo modo que a planta da coca tem efeitos maravilhosos se utilizada da forma medicinal. Sem os precessos quimicos para fazer a cocaína.

    Nixxon é tido como o proíbidor dos estados alterados de consciência. Como no post a seguir sobre o filosofo que defende o direito a embriagues http://www.futepoca.com.br/2008/03/filsofo-defende-o-direito-de-ficar.html?showComment=1205247600000

    O problema que muitas apenas vêem os aspectos químicos das plantas. Se precisa ir muito mais além, ver as repercuções energéticas.

    Para os Xamãs, Froid aertou na trave ao utilizar a cocaína para seus estudos. Não contava com os efeitos colaterais e o vício.

    Recomendo somente as plantas de poder/mestras. Um dos motivos é que com o passar do tempo você não precisa utilizar maiores quantidades delas. Com o tempo você vai diminuíndo a dose, até não precisar mais delas.

  34. O que está em jogo nessa discussão toda, afinal? Será que não existem problemas mais sérios para serem tratados? Ora, bolas, como se fosse segredo de estado que nosso vizinho, parente ou o caralho que seje fuma um, ou cheira, ou sei lá (é proibido, mas “todo mundo” sabe onde vende e quem consome??? Hipocrisiiiiiiiia) Vive-se um paradoxo eterno do que pode ou não pode. Nós, humanos que nascemos no livre arbítrio, criamos regras o tempo todo… Devíamos sim, nós, sociedade brasileira (e mundial) tratar é de dar educação à nossos filhos, mostrar desde cedo o que a “sociedade” julga certo ou errado, para os mesmos não ficarem desencontrados pelo meio desse povo tão fragmentado social e politicamente que é o nosso. Mas, as deduções do que ele irá fazer adiante dependem somente deles. Ilustrar, buscar o saber, isso é o que importa, para que se produzam homens de bem e integrantes de uma sociedade mais justa. Quantos são os que falam dos filhos dos outros “que fumam” e os deles fazem coisas piores? Vamos tratar de educar esse povo, só o ensino de caráter liberta! Amor, saber, educação, saúde.

  35. Parabens tio! Materia muito esclarescedora, não uso nenhum tipo de droga, a não ser alcool eventualmente mas sem exageros, tambem não olho com maus olhos meus amigos que “puxam um beck” de vez em quando, mas com certeza depois dessa materia vou poder argumentar com alguns ignorantes que volta e meia aparecem… os tais “céticos por bloqueio(ou seria controle?) mental”… aquele tipo de pessoa que diz que só acredita vendo, mas não tenta experimentar por si mesma ou buscar fontes para justificar seu argumento.

  36. […] Alan Moore – O Mito da Fênix- Grandes Iniciados – Lao Tsé – As Pirâmides Submersas no Japão – A Maconha e as otoridades, – Grandes Iniciados: Apolônio de Tiana, – Teoria da Magia II, sistemas Mágicos, – James Randi e […]

  37. Vou fumar sendo legalizado ou nao, seria melhor se fosse.
    Quero paz.

  38. Não compre, plante! hehehe

  39. […] A Maconha e as Otoridades Teoria da Conspiração achei interessante isso btw nunca fumei isso, se pa logo mais __________________ http://joseirineu.wordpress.com […]

  40. Muito bom o Texto. Mais completo até que o documentario Grass!
    Tenho amigos indianos que consomem ritualistacamente o Bhang. Teve um carinha q comentou q os misticos orientais não aconselham?!?!? como assim?! O cara não leu ou ignorou oq foi escrito?

    Vc esqueceu de colocar que muitas outras doutrinas tambem utilizam a Canabbis. Rastafaris, Santo Daime (nos rituais da Santa Maria), etc…

    como o tema do blog é Teoria da Conspiração aqui vai a minha. As forças sinistras q estão no controle do mundo a muito tempo tentam profanar o sagrado. Meio como uma tentativa de afastar o ser humano da sua missão neste plano que é evoluir espiritualmente.

    Ingerir Canabbis deixa o individuo mais alegre, feliz e relaxado. Uma atividade que agrega mais experiencias positivas doq negativas. No entanto, um dos grandes problemas que os usuarios tem é a paranoia. Com o tempo vc descobre que nem sempre oq é vendido na rua tem qualidade. Muitas vezes é adicionada na erva outras substancias quimicas nocivas, como o eter e deus sabe oq mais… que são um dos causadores das badtrips.

    Outro fator é o condicionamento social. As neuras que os infelizes tem q conviver. Afinal, infelizmente o usuaria ainda sofre preconceitos da massa ignorante. Timothy Leary, que foi o cara quando se fala de psicoterapia e drogas, ja falava sobre este fator.

    Logo a pergunta q fica é a seguinte. Seria este mais um veiculo de contato com os planos espirituais deturbado pelas forças ocultas do mal?

    Como deveria ser de conhecimento geral… os cabeças do trafico de drogas não moram na favela e muito menos são pessoas como o Fernandinho Beira Mar (um atacadista)… os chefões não me surpreenderia se fossem politicos, membros da nossa saudavel elite ou até mesmo da CIA. Pessoas que não estão muito preocupadas com o bem estar da população (seja fisico, intelectual, emocional ou espiritual)

    outra coisa.
    Ainda rola a galera que deturba tudo (os magos negros da comunicação)… no seu texto vc fala das diversas “verdades oficiais” que de tempos em tempos vao sendo jogadas goela a baixo da população. Hj a que esta em volga é q o usuario finacia a violencia (principalmente depois do Tropa de Elite)!!!

    Como assim financia a violencia?!? como alguem pode cair nesse papo??

    Não foi o usuario que criou o mercado ilegal! Não foi o usuario que não deu outra alternativa para os soldados do trafico! Não é o usuario o culpado pela enorme desigualdade social que assola o pais!

    Com certeza, o usuario não é o unico que anda finaciando a violencia!

    Quem é que negocia as armas?? Como armas de uso militar chegam nas favelas cariocas? Melhor…como a drogas chegam nas favelas?

    As pessoas que falam essas asneiras deviam ter vegonha. Pq é apenas uma demostração de ignorancia e de como é mais facil jogar a culpa no vizinho doq assumir a sua propria parcela.

  41. Tipo de matéria que todo playboyzinho iria adorar mostrar pra mamãe como justificativa pra curtir o fuminho dele sossegado. Infelizmente deixou de mostrar o lado negro da violência e do tráfico. Esqueceram de dizer que o aquele efeito “nóia” das primeiras vezes vai perdendo a graça, o q leva o usuário a consumir quantidades e maiores e mais vezes por dia, até largar a cannabis e passar para drogas mais fortes. Não disseram também que a cannabis de tempos remotos, aquelas usadas na antiguidade, não se compara com as modificações genéticas da cannabis de hoje. Cannabis transgênica, hehehe. Mas não é pra rir não, a maconha na verdade é tão maléfica do ponto de vista social, que não justifica qualquer tentativa de apologia ao seu uso, principalmente no Brasil. Trabalho na Promotoria da minha cidade, ouço muito criminoso dizer que pra criar coragem, antes tem que fumar um “beck” pra praticar o crime. Desculpa o radicalismo, mas é minha opinião pessoal. Nada contra a pobre plantinha, o problema é o ser humano e sua brilhante inteligência.

  42. realmente , o problema é o ser humano e não a maconha…

  43. Cada um sabe o que faz de sua vida..e que acha bom usa quem nao acha nao usa igual cigarro e bebidas,usam quem quer! E maconha nao eh um problema mto menos eh ruim os outros que tornam ela ruim com seus comentarios preconceituosos sem ao menos conhecer a erva..Enfim ela eh boa eu curto e fumo memo aii..

  44. essa vida e passageira .é o certo é o errado não faz diferença pós tudo nasce e morre .viva e deixe viver ! paz broder flw.

  45. THC, só quem usa sabe o qt é bom.
    Claro que em doses moderadas.
    Na verdade o grande problema está na comercialização da droga. Século XXI, não somos mais aqueles bobinhos de mto tempo atrás, onde quem mandava em nossas mentes era a igreja ou os grandes latifundiários. Somos cidadão conscientes e a única coisa que queremos é apenas LIBERDADE.
    será que não posso dominar nem minha mente?
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Aos caretas de plantão, só lamento por vcs.
    O número cada dia mais vem aumentando, tanto em classes dominantes , como em classes dominadas. Daqui a pouco teremos um presidente que aprecia um ótimo “fininho” antes de dormir ou nos finais de semana na fazenda.
    Não tem jeito o problema é grave. Só que parar de usar, ninguem vai né?
    E aplaudo os engenheiros genéticos que estão tentando aumentar o principio ativo dessa maravilha da natureza.

  46. cara, adorei o texto, contudo devo alertá-lo acerca de um equívoco: o Gabeira é do partido verde e não do pt como está sendo dito acima.
    Falou!!!!

  47. Quando lançaram a Lei Seca nos EUA, srugiu um dos maiores criminosos da história, Al Capone, que lucrou muito com a venda ilegal de álcool. Isso prova que qualquer grupo de pessoas que não tenha acesso a algo que consuma vai sustentar o tráfico, seja de bebida, de maconha, de CD de video-game, de produtos piratas, enfim.

  48. Resposta a Fernando, em Setembro 30th, 2008 às 4:52

    Não acho que a maconha seja porta de entrada para outras drogas uma vez que o álcool e o tabaco estão disponíveis em qualquer esquina, e além de tudo são apoiados pela sociedade.

    Qualquer ponto de encontro de pessoas é motivo para consumo de drogas: “se vamos fazer um churrasco no final de semana vou comprar um engradado de cerveja, se vamos à praia no fim de ano, vou levar duas. Se vamos à boate nesta noite vou comprar uma garrafa de uísque, se vamos no posto de gasolina curtir o movimento, vou comprar uma de vodca.”

    Pelo menos na cidade onde moro há crack e álcool em qualquer esquina, a maconha já chegou a ficar extinta por aqui, pois os traficantes não perdem tempo, a maconha já não gera lucros satisfatórios por aqui, afinal o custo com transporte é muito grande e o crack é bem mais recompensador. A maioria dos traficantes de maconha que conheço são usuários que compram em larga escala e repassam para um certo grupo de pessoas cobrando a mais por esse repasse, mas nunca vi uma arma de fogo em posse dessas pessoas e nunca soube de alguém ter morrido por aqui por dever dinheiro de maconha a outra pessoa. Em compensação morre em média uma pessoa por semana por dívida de crack, uma a cada dois ou três meses por dívida de cocaína e morre uns 3 por mês por dirigirem alcoolizados ou se meterem em encrencas alcoolizados.

    São fatos isolados de minha cidade, mas nas cidades vizinhas o crack anda se espalhando rapidamente e tomando conta das ruas.

    Eu hoje vejo algumas pessoas andando estranhas na rua, olhando para todos os lados constantemente como se estivessem fugindo de algo o tempo todo, às vezes entrando e saindo do meio de um terreno qualquer cheio de árvores e mato e lembro da época em que essas mesmas pessoas pesavam uns 30 Kg a mais e passeavam com seus filhos e esposas tranqüilamente por essas mesmas ruas. Também vejo os jovens ( mais velhos que eu, eu tenho 20) se reunindo em volta de um posto de gasolina, desfilando com seus carros, e enchendo a cara, às vezes rola alguma cena, como uma briga ou batida de carro devido a uma tentativa de se exibir (para os desatualizados: cavalo-de-pau virou rodo, patinar virou fritão) ou às vezes uma batida e uma briga ao mesmo tempo, mas tudo com um fato em comum, o consumo de álcool.

    Fico vendo isso nas raras vezes que saio de dentro de casa, afinal só assim pra fumar um baseado em paz.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: